domingo, 11 de dezembro de 2011

RESUMO: O QUE É LETRAMENTO E ALFABETIZAÇÃO - M.Soares

LETRAMENTO / DEFINIÇÃO: É uma palavra recém chegada ao vocabulário da Educação e das Ciências Linguísticas. É uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita.
As palavras letramento e letrar não aparecem nos dicionários atuais, aparecendo apenas em um dicionário do século passado, sendo portanto caracterizada como antigas.
O termo atual da palavra letramento proveio da palavra LITERACY da língua inglesa, que por, sua vez, advem do Latim LITTERA que quer dizer letra.
Segundo essa perspectiva, pode-se dizer que letramento é estado ou a condição que adquire um grupo social ou um indivíduo como consequência de ler se apropriando da leitura e da escrita.

Segundo Magda Soares, a palavra letramento talvez tenha surgido em virtude de não utilizarmos a palavra alfabetismo, enquanto seu contrário, analfabetismo, nos é familiar. Isto é, conhecemos bem e há muito tempo o estado ou condição de analfabeto, mas só recentemente o seu oposto tornou-se necessário, pois passamos a enfrentar uma nova realidade social, onde se faz necessário fazer uso do ler e escrever, saber responder às exigências de leitura e de escrita que a sociedade faz continuamente.
Para a autora, um indivíduo pode não saber ler nem escrever, isto é, ser analfabeto, mas ser de certa forma, letrado, pois utiliza a leitura e a escrita em práticas sociais.

Modifica-se a idéia de que analfabetos não praticam a leitura e a escrita, uma vez que na concepção do letramento ideológico, mesmo sem serem alfabetizados, os sujeitos podem alcançar níveis de letramento superiores as pessoas com níveis mais altos de escolarização, pois não é apenas a leitura e a escrita, tão enraizadas à escola, que desenvolvem tais níveis cognitivos.
Existem outras formas de atividades humanas que podem desenvolver o aspecto cognitivo do homem, como atividades políticas como a militância em partidos políticos, movimentos da sociedade civil, organizações e outras que podem relacionar-se a transformações cognitivas.

A partir dessas idéias expostas no primeiro capítulo de Soares, pode-se concluir que a palavra letramento surgiu devido às transformações sociais em curso e isso acarreta em novas perspectivas, em novas concepções. Assim como modificou-se o significado de alfabetizado, modificou-se a concepção de analfabeto, percebeu-se dessa forma, que o letramento ultrapassa a questão do ato de ler e escrever, diz respeito, na verdade ao uso que se faz da leitura e da escrita socialmente.

CONCEITOS

Analfabeto: é aquele que é privado do alfabeto, ou seja que não conhece o alfabeto, que não sabe ler nem escrever.

Analfabetismo: é o modo de proceder como analfabeto.

Alfabetizar: é tornar o indivíduo capaz de ler e escrever.

Alfabetização: é a ação de alfabetizar, de tornar alfabeto.


É nesse campo semântico que surge a palavra letramento. Na verdade, conhecemos a palavra letrado que significa versado em letras, erudito. Conhecemos também a palavra iletrado que significa não ter conhecimentos literários.

De acordo com os estudos da autora, pessoa letrada é aquela que aprende a ler e a escrever e que passa a fazer uso da leitura e da escrita, a envolver-se em práticas sociais, ou seja que faz uso frequente e competente da leitura e da escrita. A pessoa letrada passa a ter outra condição social e cultural, muda o seu lugar social, seu modo de viver, sua inserção na cultura e consequentemente uma forma de pensar diferente. Tornar-se letrado traz consequências linguísticas , cognitivas.

Resumindo: Letramento é o resultado da ação de ensinar e aprender as práticas sociais de leitura e escrita.
E dentro dessa condição compreende-se que não basta apenas aprender a ler e a escrever, mas, sobretudo, adquirir competência para usar a leitura e a escrita, para envolver-se com práticas sociais de escrita.
Nesse contexto, faz-se necessário alfabetizar letrando, ou seja ensinar a ler e a  escrever no contexto das práticas sociais da leitura e da escrita.




Um comentário:

Os comentários serão publicados após moderação.
Grata.